Produção do Chapéu

A Colheita

O chapéu-panamá é feito de palha 'toquilla' que vem de uma planta tropical com o nome científico de Carludovica Palmata. Esta planta só cresce na vizinhança da costa equatoriana, entre os 100 e 400 metros acima do nível do mar.

As terras baixas da região dão condições ideais para que as plantas cresçam: terra rica em nutrientes, rica em umidade, ar fresco e sombra gerada de outras plantas. A planta Carludovica Palmata demora 3 anos para atingir a maturidade e seus talos crescem até 2.5 metros de altura. Nesto período, a colheita se faz em ciclos de mais ou menos 30 dias devido ao fato de que neste período as folhas crescem novamente. Os novos talos que ainda não se abrem são os selecionados por ser os mais finos e estão perto da base da planta.



carludovicapalm
stalks Para assegurar a qualidade da palha, a colheita é realizada durante os dias que as folhas guardam menos umidade e são menos pesadas. Se usam facões para abrir os talos e logo as folhas empilhadas e transportadas a cavalo ou caminhão aos povoados onde são trançadas. Cada talo comtem varias folhas embrulhadas.

Obtendo a Palha

Os talos são abertos e as folhas internas são separadas e logo divididas em dezenas de fibras finas que ficam juntas à base do talo. O talo e suas fibras são limpadas e fervidas em água em uma panela grande por uma hora e logo são penduradas para secar. A palha é divida por grossura e medem aproximadamente um metro.

No povoado costeiro de Montecristi a palha é colocada em um container selado com uma pequena tigela com enxofre e carvão acendido. Por uma noite o fumo da cor à palha lentamente, conhecida como cor natural. Na cidade andina de Cuenca, a palha é branqueada com cloro a pó para deixar-lo com uma cor branca ou também se pode tingir em bege, o que o deixa de uma cor parecida à cor natural dos de Montecristi.



straws

A Tecelagem


weaver



Quando a palha está pronta, se pode começar a trançar do centro da coroa para fora, usando a coroa de madeira como suporte. Os chapéus mais finos podem demorar até 3 meses para trançar devido à seleção da palha mais fina, ao contrario dos chapéus mais econômicos que são feitos em Cuenca e podem ser terminados em alguns dias.
cuttingstraw

O Acabamento

Quando a tecelagem estiver terminada a palha em excesso permanece colada nos bordes do chapéu e é trançada no sentido contrario (em direção à coroa), formando uma borda fina mas forte. A palha que sobrar é cortada com uma navalha, também como a palha que sobra no interior do chapéu.

A aba é logo passada a ferro para deixar uma superfície homogeneizada e tirar as pequenas ondulações da palha. Os chapéus Montecristi são passados a ferro com um pouco de enxofre para ressaltar um pouco a cor do chapéu.

Os modelos diferentes de chapéu como o Fedora e o Colonial ganham sua forma com o uso de uma prensa a vapor, porem a forma de alguns Montecristi são dadas a mão usando moldes de madeira e passando ferro por cima.

Finalmente, uma fita é adicionada ao chapéu e uma fita interna é costurada para que o chapéu esteja pronto para venda!



weaving

unfinishedhat
finished fedora top colonial

Conecte-se conosco

Inscrição no Boletim